ARTIGOS

Tubarões e peixinhos: histórias de jovens protagonistas

TOMMASI, Livia De. Educação e Pesquisa (USP), São Paulo, v. 40, n. 2, p. 533-548, jun. 2014.

Leia o artigo: http://www.revistas.usp.br/ep/article/view/86261/88920


Resumo:

O artigo apresenta as trajetórias de três jovens moradores de uma pequena cidade do interior do Nordeste, analisando seu trânsito para os projetos sociais da região, os conflitos que vivenciaram na relação com as organizações e com os gestores dos programas, bem como seu engajamento político e social. Os depoimentos dos jovens têm sido coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, no âmbito de uma pesquisa sobre trajetórias de jovens envolvidos em programas sociais. A partir de suas trajetórias de vida, antes, durante e depois de seu ingresso nos programas, procuramos compreender os sentidos e as consequências desse envolvimento para além do que geralmente é apontado pela literatura com respeito à abertura de oportunidades de inserção social. Em particular, interrogamos sobre a natureza dos conflitos vivenciados e suas implicações políticas. A história deles é exemplar da forma como projetos sociais voltados ao público jovem atuam, tanto pela relação que se estabelece entre os jovens público-alvo e os promotores das iniciativas, quanto pela forma como os projetos se desenvolvem e seus princípios e objetivos (o protagonismo, o empoderamento, a responsabilidade social) são concretizados. Do ponto de vista da mobilidade social, as trajetórias desses jovens podem ser consideradas bem-sucedidas; no entanto, seus sonhos de autonomia e organização coletiva ficaram frustrados. O lugar social que eles ocupam é, ainda, um lugar subalterno. Suas histórias são paradigmáticas de como, no âmbito da racionalidade neoliberal, a subjetividade se torna objeto, alvo e recurso de estratégias de regulação e as condutas são geridas não contra, mas sim através da liberdade individual.

Translate »